sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

"Dar a mão para quem precisa" - Reportagem

"Dar a mão para quem precisa"

O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ 
Domingo, 18 de dezembro de 2016

(Fernanda Bertola)

Associação localizada em São João do Ivaí oferece apoio a crianças que nasceram com agenesia

Susto. É assim que Geane Poteriko descreve uma de suas sensações ao descobrir que a filha, Dara, hoje com 3 anos, havia nascido sem uma das mãos. Apesar de ter feito pré-natal segundo as recomendações médicas, nenhum dos exames, inclusive o morfológico, apresentou alterações. 

Com a malformação descoberta somente após o parto, a falta de explicações e orientação médica colaboraram para que Geane se sentisse sozinha e desamparada, condição que, no entanto, não impediu a busca por assistência. Passou por vários médicos e descobriu que o a filha tinha Síndrome da Brida Amniótica, uma patologia congênita que ocorre quando bandas fibrosas que podem existir dentro do saco amniótico impedem ou prejudicam o desenvolvimento de membros. 

Nem o diagnóstico claro foi suficiente para que Geane encontrasse atendimento específico para o caso da filha. Ela decidiu, então, compartilhar sua história pela internet e recebeu, para sua surpresa, muitos contatos e histórias de outras famílias. Nascia a Associação Dar a Mão, fundada no dia 30 de setembro de 2015, em São do João do Ivaí (a 103 quilômetros de Maringá). 

A entidade, que não tem fins lucrativos, oferece suporte e atendimento, atualmente, a 150 famílias de diversos Estados e países, cujas crianças apresentam agenesia causada por síndromes e outras condições raras. Composta por voluntários, parceiros, pais ou pessoas com alguma agenesia, a Dar a Mão recebe o cadastro de famílias e identifica as necessidades da criança para fazer encaminhamentos. “Acolhemos e esclarecemos a agenesia e procedimentos que melhoram a qualidade de vida e contribuem com a inclusão social”, explica Geane, hoje presidente da associação. 

A associação conta com uma equipe formada por psicólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeutas e voluntários. Há projetos e campanhas de conscientização sobre as diferenças de membros e físicas, inclusão e acessibilidade. Também são promovidos encontros, palestras e divulgação de informações sobre protetização na infância, assunto que Geane classifica como polêmico no Brasil. 

Além de informações sobre a protetização na infância, em parceria com a PUC-PR, Lions Clube Curitiba Batel e Consórcio Intermunicipal de Saúde de Ivaiporã, um projeto tem como finalidade fabricar e doar dispositivos de apoio de membro superior, feitos em impressora 3D, a crianças e adolescentes. 

Famílias cadastradas que solicitam a doação precisam esperar, sendo atendidas conforme a disponibilidade da equipe. Cinco crianças já foram atendidas e os voluntários trabalham para atender mais cinco projetos até o Natal deste ano. Na opinião de Geane, acreditar que a criança vai crescer aprendendo a fazer todas as atividades é um erro que a maioria dos pais comete pela falta de orientação. “Se a criança não for devidamente instruída, o membro com agenesia será utilizado apenas como ‘apoio’, podendo atrofiar pelo pouco uso”, diz. 

Ela acrescenta que pretende oferecer, em breve, um dispositivo protético para a filha, Dara, para que ela comece a utilizar o recurso desde cedo, estimulando gradativamente a musculatura do braço pelo exercício. “Sou favorável à protetização das crianças e acredito que os benefícios são maiores do que as dúvidas recorrentes”, completa. 

Mais informações no Face: facebook.com/associacaodaramao.© 


Disponível na versão online:



terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Formulário de Colaboradores

Para quem deseja colaborar no projeto de fabricação e doação de dispositivos protéticos feitos em impressora 3D, tanto com doação de filamentos, materiais ou serviços de impressão, temos um Formulário específico, disponível no link abaixo:



FORMULÁRIO

A ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de fornecer apoio aos familiares e às crianças e adolescentes com agenesia, afetados pela Síndrome da Brida Amniótica ou outros tipos de malformações de membros ou doenças raras. Com sede em São João do Ivaí, PR, é composta por Voluntários, Parceiros, Mães e Familiares de crianças ou pessoas nascidas com agenesia de mão/membros superiores ou outras deficiências.

Surgiu pela constatação da necessidade de criar uma estrutura organizada, com a finalidade de conscientizar e sensibilizar sobre as diferenças físicas e, em parceria com projeto em Tecnologia Assistiva do PPGEPS/PUC-PR e do Lions Clube Curitiba Batel, realizar o acolhimento, divulgar e esclarecer sobre a AGENESIA e acompanhamento nos procedimentos que proporcionam melhor qualidade de vida, contribuindo na inclusão social.

Foi fundada em 30 de setembro de 2015 e seus atos constitutivos foram registrados no Registro Civil das Pessoas Jurídicas, no Livro A5PJ, fls. 040/041, sob o n. 259, em São João do Ivaí, Paraná. CNPJ: 24.648.513/0001-71

Um dos objetivos do trabalho da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO é oferecer, por meio da tecnologia assistiva, dispositivos protéticos funcionais feitos por impressão 3D baseados nos modelos da ONG e-Nable (próteses 3D), além do devido acompanhamento na reabilitação de pessoas, principalmente crianças, com amputação, ausência ou malformação de dedos, mãos ou braços.

A ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO é uma ONG que funciona exclusivamente pelo trabalho de voluntários e não possui nenhuma fonte de recursos financeiros. Para desenvolver seus projetos e ações, conta com doações de parceiros, empresas e pessoas interessadas em colaborar, realizando o sonho das centenas de famílias atendidas e transformando suas vidas pela solidariedade.

Este formulário foi elaborado para registrar os dados de todos os interessados em ajudar a ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO. Colabore!

- Quer doar FILAMENTO (PLA)?
O endereço é: ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO - Avenida São João, s/n, Salão Paroquial da Igreja São João Batista, São João do Ivaí, Paraná. CEP: 86930-000. (Solicitamos que envie também as informações do doador/ dados da empresa para que sejam feitos agradecimentos em nossas mídias sociais).

- Quer doar uma IMPRESSORA 3D?
Assim poderemos atender ainda mais crianças, adolescentes e famílias.
Envie-nos seus dados no e-mail (associacaodaramao@gmail.com), para que seja possível combinar o procedimento mais adequado.

- Para doar serviço de IMPRESSÃO 3D, preencha o formulário e aguarde.
A equipe da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO entrará em contato fornecendo informações e os arquivos necessários.

Agradecemos imensamente!
Muito obrigado.


quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

SOLYANA - Ela nasceu para brilhar.


Vídeo Homenagem
Solyana Coelho

Acreditar em seus sonhos é a chave para se alcançar cada um deles.

Conheça a história de Solyana, jovem de 20 anos que superou as adversidades da vida e mesmo tendo nascido sem os dois braços e com uma malformação nas pernas que a impossibilita de andar, vem provando que a força de vontade e a fé em Deus estão acima de tudo.

Conheça esta surpreendente história.

Homenagem ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência



segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

MODELOS E-NABLE - DISPOSITIVOS PROTÉTICOS

É possível encontrar uma grande variedade de modelos 3D de dispositivos protéticos em open design, disponíveis para fazer download na internet.
Para entender melhor o conceito de OPEN DESIGN, define-se este termo usado para descrever a união do Design ao conceito de Open Source, que é o código aberto, tendo como base distribuição livre de produto e permissão de trabalhos derivativos; a proposta do Open Design é promover o desenvolvimento da criação de projetos em design de forma integrada e colaborativa, facilitado pela internet e outras tecnologias da comunicação. (ROSSI, 2016).
A comunidade e-NABLE - uma rede global de voluntários que usam a impressão 3D para dar ao mundo uma "mão amiga" - é hoje a maior referência em se tratando de próteses 3D. (Link: http://enablingthefuture.org/).

Vamos entender um pouco  mais sobre próteses para então analisar os diferentes modelos disponibilizados pela e-NABLE.

UM POUCO MAIS SOBRE PRÓTESES


Pesquisas indicam que são três os tipos de prótese de membro superior no mercado atual: próteses estética, mecânica e mioelétrica.

Segundo Cunha (2002), a prótese estética não apresenta funcionalidade e, como o próprio nome sugere, só tem a função de se parecer com uma mão real sem permitir a realização de movimentos. 



Imagem 1 - Prótese estética de mão / infantil



Com relação à prótese mecânica,  esta é indicada para próteses ativas acionadas por tirantes de tração.  Cunha (2002) define este modelo como um dispositivo movimentado por outra parte do corpo com tirantes permitindo apenas a realização de movimentos limitados.


Imagens 2 e 3 – Próteses Mecânicas Modelo e-NABLE

Já as próteses mioelétricas são dispositivos médicos complexos acionados a partir da captação de estímulos nervosos, dos músculos do braço do paciente, que são transmitidos para motores elétricos posicionados na prótese para movimentar os dedos. (CUNHA, 2002).



Imagem 4 – Prótese Mioelétrica Modelo Ottobock

Segundo Ganga (2016) apud Carvalho (2004), as próteses podem ser classificadas conforme os níveis de amputação do braço do usuário:

Figura (CARVALHO, 2004).

É preciso compreender ainda que o processo de protetização pode ser definido pela chamada “extremidade do coto”: segundo Cunha (2002), quanto mais proximal for a extremidade do coto, mais complicado será o processo de protetização.

Quando há desarticulação do ombro, a complexidade da protetização é ampliada, uma vez que nesse caso não há pontos de apoio para adaptação e fixação do encaixe da prótese (BLOHMKE, 1994).


MODELOS E-NABLE
A comunidade e-NABLE disponibiliza diferentes modelos 3D de próteses open design para serem baixados e impressos por qualquer pessoa que tenha acesso a uma impressora 3D.
Para definir qual é o modelo mais adequado a um caso específico, pode-se seguir as recomendações indicadas pela própria e-NABLE, que apresenta três diferentes opções: os dispositivos protéticos mecânicos acionados pelo punho, os dispositivos protéticos mecânicos acionados pelo cotovelo e as próteses mioelétricas.
DISPOSITIVO PROTÉTICO MECÂNICO ACIONADO PELO PUNHO
A maioria dos modelos criados pela comunidade e-NABLE requer do usuário um punho funcional, especificamente que este tenha um punho capaz de dobrar ao menos 30 graus em qualquer direção. Além disso, é necessária pelo menos meia palma conservada, para que o dispositivo possa funcionar adequadamente.

Para amputados ou pessoas com agenesia de mão que possuem um punho funcional, com palma da mão total ou parcial, a comunidade e-NABLE criou alguns projetos acionados através da flexão do punho. Esta flexão gera uma força capaz de abrir e fechar dos dedos do dispositivo protético, por meio de movimento mecânico.
Assim, para o funcionamento adequado destes modelos, o usuário precisa ter um punho funcional que possa dobrar facilmente e palma suficiente para empurrar por força contra a porção de palma do projeto, criando um sistema de “alavanca”.
Projetos de dispositivos protéticos open designs acionados pelo punho:

DISPOSITIVO PROTÉTICO MECÂNICO ACIONADO PELO COTOVELO
No caso de amputados ou pessoas com agenesia que não possuem um punho funcional ou a palma da mão, alguns modelos foram criados pela comunidade e-Nable que são acionados pela flexão do cotovelo.
Para que estes projetos funcionem corretamente, o usuário deve ter um cotovelo funcional que dobre com facilidade e que mantenha maior parte do antebraço conservada pela amputação ou pela malformação congênita.



Projetos de dispositivos protéticos open designs acionados pelo cotovelo:

PRÓTESE MIOELÉTRICA
Em caso de amputações ou malformações congênitas localizadas acima do cotovelo, o acionamento mecânico necessário pode gerar lesões no corpo a longo prazo.
Por isso, a solução sugerida para estes casos é o uso das próteses mioelétricas. 
Este tipo de dispositivo é alimentado por baterias, sendo que a configuração necessária de motores e controladores faz com que a prótese fique pesada e tenha um alto custo que pode chegar a 100 mil reais, segundo Cunha (2002).



Até o presente momento, a comunidade e-NABLE não possui um projeto capaz de atender a este tipo de especificidade.
Há algumas opções open design, no entanto estes projetos são de outros grupos que oferecem modelos 3D de próteses open-source para impressão.
Projetos de Próteses Mioelétricas:

Para obter ajuda e decidir qual dispositivo pode funcionar melhor para determinado caso de diferença de membros, é possível perguntar aos voluntários e designers da comunidade e-NABLE nos fóruns ou no grupo do Google+ os quais podem responder às dúvidas e auxiliar a criar um dispositivo protético para você ou alguém que você conhece.
No Brasil, a ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO pode auxiliar o trabalho de voluntários interessados em fazer parte deste trabalho. Faça sua inscrição no link abaixo, assinalando a opção de VOLUNTÁRIO para fazer parte do grupo de trabalho e equipe multidisciplinar, que atua desde a definição do projeto do dispositivo até o acompanhamento para reabilitação do usuário:

FORMULÁRIO PARA CADASTRO: 
https://goo.gl/forms/dn3D9L6U7hf9ITbo2



MAIS INFORMAÇÕES


THE RAPTOR RELOADED

Disponível em: 



THE RAPTOR HAND

Disponível em: 




THE CYBORG BEAST

Disponível em: 


THE ODYSSEUS HAND

Disponível em: 




THE FLEXY HAND AND FLEXY HAND 2

Disponível em: 



OSPREY HAND

Disponível em: 




PHOENIX HAND

Disponível em: 





OSPREY HAND

Disponível em: 


THE RIT ARM

Disponível em: 



TEAM UNLIMBITED ARM

Disponível em: 




THE LIMBITLESS ARM 

Disponível em: 




HACKBeRRY

Disponível em: 




OPEN HAND PROJECT

Disponível em: 





REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
BLOHMKE, F. Compêndio Otto Bock: Próteses para o Membro Superior. Berlim: Schiele und Schön, 1994.
BOTELHO, Marcelo. Elaboração de dispositivos de apoio protético, mioelétrico e serviços de reabilitação. Palestra do I Encontro Nacional de Agenesia, Familiares e Pessoas com Deficiência promovido pela ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO. Disponível em: < http://associacaodaramao.blogspot.com.br/2016/11/videos-i-encontro-de-agenesia-parte-3.html >. Acesso em 08/12/2016.
CARVALHO, GUSTAVO LONGHI DE. Proposta de um método de projeto de próteses de membros superiores com a utilização da engenharia e análise do valor. 2004. 166 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Engenharia Mecânica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
CUNHA FL. Mão de São Carlos, uma prótese multifuncional para membros superiores: Um estudo de mecanismos, atuadores e sensores. 2002. V. Tese (Doutorado) – Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Paulo.
E-NABLE. Enabling the Future. Which Design. Disponível em: < http://enablingthefuture.org >. Acesso em 08/12/2016.
GANGA, Thabata. Qual modelo usar? Disponível em: <https://mao3d.wordpress.com/2016/02/18/qual-modelo-usar/> Acesso em 06/12/2016.
ROSSI, Dorival Campos. Open Design, uma experiência aberta e
colaborativa para o ensino de Design
. UNESP. Disponível em:  <http://pt.slideshare.net/hdneves/open-design-uma-experiencia-aberta-e-colaborativa-para-o-ensino-de-design>
Acesso em 08/12/2016.

BINGO DAR A MÃO




Os voluntários da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO organizaram um bingo para o dia 04/12/16 com o objetivo de arrecadar fundos para o projeto de produção de dispositivos de apoio protéticos feitos em impressora 3D.

O bingo foi realizado na cidade sede da entidade, em São João do Ivaí, às 15h no Salão Paroquial. Todos que quiseram colaborar com este trabalho adquiriram suas cartelas mediante depósito na conta bancária e envio de comprovante.

Os prêmios foram vários: Camisetas da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO, bonecos personalizados com agenesia, camiseta oficial das Olimpíadas 2016, bandana oficial das Olimpíadas, livros, bonecas artesanais enfeitadas, vasos, diversos itens de artesanato, kits variados, 
panos de guardanapo, manta, vaso de enfeite, banco de artesanato, chaleira, jogo de tapete, toalhas, etc.

Primeiro Prêmio: 1 Bicicleta. 

Ganhador da bicicleta:senhor 
Francisco Sidney da Fonseca, sô Chico.
Parabéns!

O valor de cada cartela foi 5 reais. No caso de pessoas de outras localidades, para participar o procedimento foi o seguinte: depósito na conta da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO e envio de comprovante pelo e-mail ou Whatsapp.

- ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO 
BANCO ITAÚ - Agência 3853
Conta corrente 12022-3
CNPJ: 24.648.513/0001-71

associacaodaramao@gmail.co
(43) 99846 9220

Durante o BINGO, vários voluntários auxiliaram a marcar as cartelas adquiridas por pessoas de outras localidades. 

Obrigada a cada um(a) que colaborou!
A ajuda de todos e todas é fundamental! 


O sonho de muitas crianças e famílias de receberem gratuitamente dispositivos protéticos funcionais 3D está em nossas mãos! 


BINGO DA ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO - A solidariedade também traz sorte (e alegria).







 Brindes para o BINGO DAR A MÃO 
em São João do Ivaí 

Camisetas da ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO, bonecos personalizados com agenesia, camiseta oficial das Olimpíadas 2016, bandana oficial das Olimpíadas, livros, bonecas artesanais enfeitadas, vasos, diversos itens de artesanato, kits variados, panos de guardanapo, manta, vaso de enfeite, banco de artesanato, chaleira, jogo de tapete, toalhas, etc.

Nossos agradecimentos a todos que colaboraram e aos voluntários organizadores.


1. Prêmio: 1 Bicicleta. 

Prêmios


Acontecendo: BINGO DA ASSOCIAÇÃO DAR A MÃO 
São João do Ivaí, Paraná.


Rosange e Zane (Diretoria) na coordenação do Bingo.

Cida Maria Oliveira Oliveia, diretora da ASSOCIAÇÃO 
DAR A MÃO e organizadora do Bingo.

Equipe de organizadores: Mara, Cida, Geisa e Rosange.
Nossos agradecimentos!

Adriano, Coordenador de Projetos, auxiliando no Bingo.

Agradecemos à Mara e Cida, idealizadoras 
desta iniciativa que se empenharam para a realização deste Bingo.


Nossos agradecimentos a todos que colaboraram e aos voluntários organizadores.

Valores arrecadados:

Bilheteria: R$ 410,75
Vendas online: R$ 280,00

TOTAL: R$ 690,75

#Obrigada!